Nutrição - Conhecendo os adoçantes

agosto 10, 2017

Conhecendo os adoçantes

É curioso como algumas gotinhas podem adoçar nosso café e não adicionar caloria alguma a nossa dieta. Que magia é esta?

Magia alguma, isto é química e, dependendo da dose, pode ser perigosa. Os adoçantes dietéticos são recomendados para indivíduos diabéticos e/ou obesos, mas são amplamente consumidos pela população em geral.

Será saudável substituir o açúcar pelos adoçantes artificiais? A resposta não é nada animadora. Embora muitos estudos mostrem não haver qualquer efeito prejudicial, os adoçantes ainda despertam calorosas discussões entre os pesquisadores. Buscando informações, fica mais fácil optar. Então vamos lá:

 

Os principais adoçantes do mercado:

Ciclamato

O ciclamato hoje é permitido no Brasil e em mais de quarenta países, embora tenha sido banido em certos lugares, depois que alguns estudos o associaram ao aumento do risco de câncer de bexiga em ratos. É um dos adoçantes mais baratos do mercado e é muito utilizado pela indústria, principalmente de refrigerantes dietéticos.

 

Sacarina

Sua maior qualidade é o fato de ser estável a altas temperaturas, podendo ser utilizada em preparações quentes. Apesar de altas doses de sacarina ter sido associada ao aparecimento de tumores em ratos, esses resultados foram reavaliados e o governo americano retirou oficialmente a sacarina da lista de agentes com potencial carcinogênico.

 

Aspartame

Com um alto poder adoçante, o aspartame perde sua doçura quando submetido a altas temperaturas. Notícias associando o uso do aspartame ao aparecimento de tumores e desenvolvimento de doenças psíquicas tem gerado preocupações. Entretanto, não existem comprovações científicas, até o momento, de que o aspartame cause diretamente qualquer anomalia. É contra-indicado para os portadores de fenilcetonúria (incapacidade do organismo de metabolizar a fenilalanina).

 

Sucralose

Obtido a partir do próprio açúcar, a sucralose resiste muito bem às altas temperaturas, não possuindo sabor residual amargo. Seus efeitos não são plenamente conhecidos no organismo. Pela similaridade química com a molécula de sacarose (o açúcar comum), observa-se, em estudos com humanos, que a liberação de insulina após o consumo de sucralose é similar às concentrações liberadas pelo consumo de sacarose, o que indica um potencial estímulo ao anabolismo induzido, também, pelo consumo de sucralose.

 

Steviosideo

Adoçante natural extraído da stévia, sendo o único adoçante de origem vegetal produzido em escala industrial. Foi considerado uma boa alternativa até 2015, quando alguns estudos demonstraram o efeito do uso crônico do steviosideo no prejuízo à algumas vias de sinalização controladas pela progesterona.

 

ACERTANDO A DOSE – Dicas para consumir adoçantes corretamente

– Utilize os adoçantes com moderação. Saiba quantas gotinhas ou envelopes você utiliza por dia, e evite comprar bolos, tortas, cereais e biscoitos dietéticos, pois fica mais difícil controlar a quantidade de adoçante ingerida;
– Faça um rodízio entre os tipos de adoçantes consumidos. Se você não consegue evitar os refrigerantes dietéticos, por exemplo, fique longe do ciclamato e do aspartame na hora do cafezinho. Assim, você manterá um baixo consumo de cada um deles.

 

A melhor saída?

 

  • A melhor e mais radical opção é parar de adoçar os alimentos e aprender a sentir o sabor que eles nos proporcionam.
  • Pessoas com ausência de doenças, crianças e atletas podem fazer uso moderado de opções adoçantes muito saudáveis como o mel, o açúcar de coco, açúcar demerara e o açúcar mascavo. O segredo é o uso equilibrado.

 

Fique atento! O uso de qualquer adoçante dietético deve ser proibido às mulheres grávidas e lactantes, e tão importante, nossos batutinhas também devem ficar longe destes. Novas dúvidas, entre em contato com a nutricionista dos Batutinhas!

Betina Schmidt

Nutricionista

Os Batutinhas

 

                                                                       

 

 

Deixe um comentário
Caixa de raiva: o melhor recurso contra a raiva e a ira das criançasDicas da biblioteca
All comments (1)
  • Os Batutinhas
    20/09/2017 at 15:17

    Obrigada pelas dicas! Não existe alimento mágico, sobretudo os artificiais!

    Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *